quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Nunca tinha sentido um inverno tão rigoroso

O inverno está rigoroso e friorento, nunca o tinha sentido assim, apetece-me estar à volta da lareira, sem vontade de sair. Tenho cada vez mais falta da carta de condução, mas não sei se com esta idade é boa ideia tirar a carta, guiar com chuva, com malucos em velocidade excessiva, não sei, todas as boas amigas que tenho passam a vida na maior parte do tempo em casa ou se saiem é perto, não andam de carro, mesmo possuindo um, por causa de os arrumar e não haver lugar. Mas agora as minhas semanas vão estar muito ocupadas, com a minha neta e comigo, com a minha saúde. Vou-me organizar, só sei que de manhã não funciono bem, tenho o meu timing, depois de almoço a vida é outra. Até para arrumar livros é uma a duas prateleiras de cada vez. estou mesmo lenta, tenho de arrebitar, apesar de ter muitos projectos, este inverno alterou-me o ritmo. Sábado vou ver uma exposição, almoçar com amigos e ver outra exposição de tarde, está já combinado, amanhã vou a uma actividade espiritual de manhã, almoço em Lisboa e vou à médica, depois cinema com uma amiga. A minha amiga Mané vai-me ajudar com os passes ou bilhetes pré-comprados dos autocarros, eléctricos e metro de Lisboa. Tenho de me habituar ao combóio da linha, porque a minha filha nem sempre me dá boleia. tenho de andar, andar, andar. E para a semana México, ver outras terras e outras gentes. Gosto do Outono e do Inverno, mas estou a mudar de gostos, ~este inverno fez-me sentir saudades do verão.

3 comentários:

Multiolhares disse...

Como dizes este inverno está a ser muito rigoroso, penso que já não estávamos habituados, mas parar também não se pode.
beijinhos

gaivota disse...

tanto invernooooooooooooo
também quse me sento dentro da lareira!
não estamos de todo preparados para estes invernos 'europeus'!
e na parede faz muito frio e muito vento! tenho a minha casa aí com chuva a entrar...
e no méxico, depois diz-me..., às 7da manhã já estão uns 37º!!!
beijinhos

coraçãodemaçã disse...

Anad, vim marcar o ponto. Já sei que tou mais do que atrasada e penitencio-me por isso.
E depois de ler este post venho cá dar-te na cabeça.Se queres encartar-te vai em frente miúda. Que arenga é essa da idade e dos loucos que andam na rua? Sim, há malucos nos carros:uns conduzem e outros vão sentados ao seu lado. E há malucos dentro das casas,nos supermercados,nos comboios, em todo o lado. Até existem alguns malucos,vê lá tu, nos hospitais psiquiátricos.E,a não esquecer,também há alguns aprisionados dentro de nós.
Portanto, rapariga,com malucos por todo o lado, por dentro e por fora da sanidade, não hesites.Agarra nos teus pezinhos, leva o traseiro atrás, senta-te obedientemente a estudar o código, treina a condução e tem fé...em ti.
Tu consegues isso, não digo com uma perna às costas,mas com as duas nos pedais e com as mãos na "regueifa".
Vai lá, com a minha benção. Tás perdoada por esta vez mas não tornes a pecar por medo.
Beijos e abraços afoitos