quarta-feira, 7 de maio de 2008

Amigos bloguistas, quero ouvir a vossa opinião...

Estou realmente a viver uma outra dimensão da minha existência. Preparada e ansiosa pela reforma, desejo verdadeiramente começar a viver. Isto parece estranho, mas na realidade o trabalho ensanduichado num horário stressante, vai esgotando lentamente o corpo e o espírito, não contando evidentemente com algumas tarefas que são insuportáveis de realizar. A reforma tem de ser o reviver duma existência perdida aqui e ali.
Levantar às horas que eu quiser, passear, ler, fazer yoga se me apetecer. Projectos os que eu quiser aceitar, tenho dois livros na calha com prazos dilatados. Estar com a neta todo o tempo que for possível, viajar, pintar e procurar lugares de meditação e paz. Tratar do corpo e do meu eu, com uma vontade obstinada.
Sei efectivamente o que não quero fazer. Não quero encontrar lugares onde eu sofri por exemplo, onde tive desilusões e mágoa, onde dei os melhores anos da minha vida e recebi tão pouco.
Estou a vender a minha casa de Setúbal, faço a escritura a 27 e vou imediatamente mudar o cartão de eleitor. Quero cortar o cordão umbilical com esta cidade. As cinzas estão à volta da cratera e eu não quero avivar o vulcão.
Quero acreditar no horizonte que é azul ao longe como o nome do meu blogue. Azul que te quero azul. Tenho vontade de mergulhar os meus pés na espuma dos dias e dos mares.
Quero voltar a viver de uma forma intensa e desejada. Termino com Sofia de Mello Breyner, que ilustra o meu estado actual.....
Um dia
Um dia, gastos, voltaremos
A viver livres como os animais
E mesmo tão cansados floriremos
Irmãos vivos do mar e dos pinhais.
O vento levará os mil cansaços
Dos gestos agitados irreais
E há-de voltar aos nossos membros lassos
A leve rapidez dos animais.
Só então poderemos caminhar
Através do mistério que se embala
No verde dos pinhais na voz do mar
E em nós germinará a sua fala.

8 comentários:

Maria Laura disse...

É óptimo encarar uma nova época da vida com esse espírito. Vive pois tudo o que tens para viver. É altura de seres tu.

alice disse...

a meu ver, cara anad, deve seguir a sua intuição e fazer o caminho da felicidade, certamente que já recolheu experiência para saber por onde começar. desejo-lhe as maiores felicidades nesta nova etapa da sua vida. um grande beijinho.

Ana Paula disse...

Bom...eu não sei bem... mas o certo é que fiquei com alguma inveja da reforma! :):)

Bj e continuação de bons projectos!

Ana Camarra disse...

Aproveite todos os momentos como se tivesse a certeza que o amanhã não existe.
Não se zangue com os sitios, Setúbal é uma cidade bonita aninhada entre a Serra e o Rio, independentemente das mágoas, tem os golfinhos a rir para si, os cheiros da Arrabida, o azul do ceu no verão, as carapinhadas, o doce de laranja amarga....
Eu sei que existem coisas que nos magoam muito (não sei quais foram), viva muito e muito bem...

Girassol disse...

É bom ter todas as possibilidades em aberto, e que finalmente se possa ser dono do seu próprio tempo e utilizá-lo para fazer o que bem entender.

Felicidades para esta nova etapa. =)

Um beijo.

www.vivovermelho.blogspot.com
www.omeugirassol.blogspot.com

isabel victor disse...

Escritura, já dia 27 ! Que bom ...

E a reforma ... o primeiro dia do resto da tua vida. sempre activa. sempre desafiante.

quanto ao resto ...
valha-nos a poesia :))

" Não penses que a sabedoria é feita do que se acumulou. Porque ela é feita apenas do que resta depois do que se deitou fora."

Vergílio Ferreira





____ Um Bj*Ana (e...parabéns a F.A)

Ana Paredes Mendes disse...

Realmente vivemos atarefados ou ensanduichados numa vida demasiado materialista, onde se pensa quase e tão somente no trabalho e nas contas a pagar no final do mês...Fico feliz que sinta o que quer fazer, que tenha projectos, sem horários tabelados, apenas pelo prazer de os fazer...Fico muito feliz!
Um grande abraço!

By myself disse...

Que bom...que sorte, a de poder entrar na reforma com um espírito jovem e mente aberta e sã.
Independentemente do que a afasta de Setúbal, mudar de casa é meio caminho andado para sentir uma renovação...uma reestruturação.
Mudar rejuvenesce-nos, ocupa-nos a mente, motiva-nos.

Bem haja por ser a ovem que mostra ser, por tudo o que tenho lido.

Um beijo sincero