sábado, 15 de agosto de 2009

E o Rasputine, nem vos conto, nem vos digo. O homem era de outra galáxia.


O Rasputine era muito considerado pela Czarina Alexandra, mulher do Nicolau II, que mudou de nome quando casou, porque era alemã e acontecia isso a todas as princesas estrangeiras que casavam com os czares russos.
Esse mago tinha um olhar penetrante e uma energia fora do vulgar. O pequeno Alexei nasceu hemofílico, doença transmitida através da rainha Vitória pois Alexandra e Nicolau eram parentes dela e do marido. Quando a criança caía ou se arranhava, tinha logo uma hemorregia e já havia muitos comentários na corte, pois ele era o único filho, entre quatro raparigas. A Alexandra vivia apavorada com a doença do filho e ao saber dos poderes de Rasputine, mandou-o chamar e o que é certo é que ele com a sua energia fazia estancar o sangue à criança. Cá para mim eram sessões de Reiki. Ora o Rasputine começou a meter o nariz onde não era chamado e a fazer comentários sobre a corte e os ministros do czar.
Acho que ele influenciou o Nicolau para entrar na Primeira Guerra e a Rússia perdeu muitos homens, ora os nobres já andavam com os bigodes todos em pé e trataram-lhe do sebo.
Os irmãos Yussupov tinham um grande palácio em São Petersburg, eu vi esse palácio que hoje é Museu, esses irmãos convidaram Rasputine para jantar, primeiro ele foi envenenado no dito repasto com iguarias todas envenenadas, porém a sua úlcera crônica fê-lo expelir todo o veneno, posteriormente terá sido atingido por um total de onze tiros, no mesmo palácio, tendo no entanto sobrevivido; foi castrado e continuou vivo, somente quando foi agredido e o atiraram inconsciente no rio Neva ele morreu, não pelos hematomas, nem afogado, mas de frio. Vejam a estirpe do bicho. Ufa.
A imagem dele era horrível, um cabelo que parecia lavado com vaselina, mas tinha um diabo de uma energia que curava...

2 comentários:

Multiolhares disse...

Grigore Iefimovich Rapustine, homem misterioso,de astuta habilidade era bom conhecedor das fraquezas humanas e fazia das pessoas simples marionetes a seu belo prazer, homem de grandes poderes ocultos que optou por centrar as suas energias na parte negativa e polarizou-se com a magia negra.

história e arte disse...

olá!!! é toda uma figura, e o mais assustador é que era mesmo da nossa galaxia :)))) a nossa especie é tramada... há cada formato....

estou nos ultimos retoques da minha dissertação sobre o museu militar da minha terra, e quando penso em toda a tecnologia aplicada numa "mauser" o Rasputine parece-me um menino triste!!!! :))))

beijinhos

ps. lamento a triste noticia